Uncategorized

Criolipólise

A criolipólise é um método não invasivo para tratar depósitos de gordura local com frio. O resfriamento suave do tecido adiposo por meio da criolipólise é utilizado há anos na estética e na dermatologia em todos os países.


Ao contrário da redução de gordura convencional, esse procedimento não corta e assim não deixa cicatrizes. Por isso, não há necessidade de anestesia nem analgésicos, e também não é preciso tempo de recuperação após o tratamento. No entanto, a criolipólise não substitui a redução de gordura convencional, mas a complementa – a criolipólise serve principalmente para moldar o corpo.
Leia mais criolipólise em Curitiba


Desenvolvida por cientistas da Harvard Medical School (EUA), a criolipólise é baseada no conhecimento científico de que as células de gordura são mais sensíveis ao frio do que outros tipos de células. Este conhecimento permite a redução das células de gordura sem cirurgia.


Usando um aplicador de vácuo frio, a área desejada do corpo é resfriada de maneira controlada por aproximadamente 70 minutos a uma temperatura próxima ao ponto de congelamento, sem danificar a pele ou o tecido circundante.


Por se tratar de um procedimento apenas externo, nenhuma anestesia é necessária e o paciente não precisa esperar para voltar as suas atividades.

Modo de ação da criolipólise

O princípio da criolipólise é baseado no fato de que as células de gordura são mais suscetíveis ao frio do que outros tecidos.
Desse princípio, a tecnologia de resfriamento altamente controladase destina a danificar as células de gordura por meio do resfriamento do tecido direcionado, local e temporariamente limitado, de modo que a área problemática tratada dessa forma possa ser minimizada. Ao mesmo tempo, a pele, os nervos, os músculos e outros tecidos devem ser protegidos.

Isso é conseguido por um chamado aplicador que é colocado nas “áreas problemáticas” durante o tratamento. Este aplicador tem aproximadamente o tamanho da palma da sua mão e atua como uma ventosa que suga a pele e o tecido adiposo abaixo com uma leve pressão negativa. Em seguida, essa área da pele com o tecido adiposo embaixo é resfriada por uma hora exatamente à temperatura necessária para danificar as células de gordura (morte celular controlada).

O objetivo é que as células assim danificadas sejam degradadas pelo organismo nos meses seguintes para reduzir a camada de gordura. Os resultados do tratamento dependem de muitos fatores e variam de pessoa para pessoa. Outros tratamentos podem ser necessários no futuro.


É importante mencionar, porém, que 5 a 10% dos pacientes apresentam o que se conhece como tecido adiposo fibroso, que dificilmente reage ao tratamento.

Para quem é a criolipólise?

A criolipólise é um procedimento de modelagem corporal suave que pode ser usado particularmente bem para a eliminação de depósitos de gordura locais.
O tratamento leva a um alto nível de satisfação do paciente, especialmente para aqueles com peso normal ou ligeiramente acima do peso.

A criolipólise é 100% segura?

A criolipólise médica é agora um método bem estabelecido para o tratamento de depósitos de gordura em todo o mundo. A popularidade do tratamento resulta principalmente de suas muitas vantagens sobre o tratamento cirúrgico, que envolve significativamente mais riscos do que o tratamento não invasivo.

Os possíveis efeitos colaterais com a criolipólise

O resfriamento controlado de áreas corporais por meio da criolipólise tem sido extensivamente investigado no que diz respeito aos riscos e efeitos colaterais. Numerosos estudos clínicos investigaram como diferentes tipos de pacientes reagem à criolipólise para garantir o mais alto nível de segurança. Como o procedimento não é invasivo e os depósitos de gordura são tratados apenas externamente, a criolipólise apresenta um risco muito baixo aos pacientes.

Até quando esperar o resultado desejado?

Como o tecido adiposo não precisa ser sugado, mas sim quebrado pelo próprio corpo, o resultado só pode ser visto após 3-5 meses. A razão está no fato de que as células inflamatórias do próprio corpo precisam de um certo tempo para migrar para o tecido adiposo e assim, seguramente, decompô-lo.

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button